Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida dava uma série...

(qualquer semelhança com outras realidades, é pura coincidência!)


Sábado, 13.02.16

Para a minha amiga Depressão

Tu que me roubas noites de sono,

Tu que me fazes pensar demais,

Tu que me fazes chorar,

Tu que me deixas sem vontade para fazer seja o que for,

Tu que me deixas apática,

Tu que me tiras o sorriso da cara,

e me fazes sentir a pior das pessoas...

a ti te digo, minha amiga, obrigada por existires,

porque também és tu que me fazes erguer,

e sentir-me forte depois,

levantar-me depois de cair, e com o último fôlego,

quando quase chego ao fundo do poço, quando menos esperas,

estou levantada e respiro o ar que me faz viver,

e com toda a minha força digo: Estou viva! 

E sigo em frente, com um sorriso novamente!

A quem passa neste momento por alguma depressão, ou alguma "coisa" assim do género, acreditem que dias melhores virão, assim como o sol que há-de voltar a aparecer para nos deixar mais felizes. Força!
P.S: dias de sol não teriam tanto valor se não fossem os dias cinzentos e chuvosos

sol.jpg 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 11:56

Sexta-feira, 12.02.16

Campanha Revitalift Filler

Recentemente tive a oportunidade de participar numa campanha da http://youzz.net/ que me deixou bastante satisfeita.

Experimentei a nova gama de antirrugas da L'Oreal Paris  (sim, leram bem, afinal já estou quase nos 40 anos).

A gama Revitalift Filler da L'Oreal é constituída por um sérum e creme de dia, experimentei o creme e adorei os resultados, notei realmente uma diferença significativa, a minha pele ficou mais firme, mais lisa, hidratada, o efeito lifting é imediato, enfim, fiquei rendida e pretendo continuar a utilizar esta gama fantástica.

Obrigada Youzz, obrigada L'Oreal por tratarem bem de mim.

DSC02212.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 14:30

Quarta-feira, 06.01.16

Os T.P.C. do Duarte

Escreve 5 frases (pediu a professora):

DSC02162.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 17:41

Sábado, 28.11.15

Ser mãe a tempo inteiro

Há quem trabalhe porque quer, quem trabalhe porque goste, há quem trabalhe contrariado ou porque tem que ser, porque a vida nos obriga, enfim, há mesmo muita gente que trabalha.

Mas eu não, não trabalho, e não trabalho porque não quero, porque não me sinto realizada como mulher, como pessoa, como ser humano. Também porque posso não trabalhar, por enquanto, e posso ficar em casa, e ser mãe a tempo inteiro.
Não tenho menos valor que as outras mães que trabalham, nem elas menos que eu, simplesmente são opções de vida diferentes, que não deixam de ter os seus altos e baixos.
Entrego-me de corpo e alma e durante 24h por dia aos meus filhos, porque são eles a minha vida, esta mesma vida que não faria sentido algum, se não pudesse estar presente em todos os seus momentos importantes.
O primeiro sorriso, as primeiras gracinhas, quando se sentou pela primeira vez, quando começou a comer, a gatinhar, a andar, etc etc etc...estava lá, vi tudo, e mais...ainda anotei tudo em papel, em fotos e videos...ninguém me contou, e isso para mim é mais valioso do que um mísero ordenado no fim do mês que só dá para pagar a creche.
Preocupar-me com algo que não me pertence, como os problemas de uma empresa qualquer, levantar-me todos os dias e deitar-me com esses pensamentos angustiantes, não me faz sentir feliz, não é de todo o meu objectivo de vida.
Prefiro dedicar a minha vida aos meus filhos, preocupar-me em ajudá-los sempre que posso, estando presente ao máximo, e só assim consigo, ou pelo menos tento, ser melhor mãe possível.

Não tenho uma vida vazia, pelo contrário, está bem preenchida, há dias muito bons, há dias menos bons e outros mais dificeis, não é tudo um mar de rosas, porque ser mãe já por si só, não é fácil, ser mãe e doméstica complica mais um pouco ainda.
Não vivo de grandes luxos, também não sou rica, não vou ao cabeleireiro todos os meses, nem mais que 2 vezes por ano, não tenho grandes gastos, em roupa para mim ou seja o que for, não faço grandes viagens, a não ser de casa até à escola para levar e buscar os meus filhos. Mas considero-me rica como pessoa, porque faço o que gosto e com quem mais gosto, os meus filhos. E um dia quando eles crescerem, tenho a certeza que vou olhar para tras e orgulhar-me de todos as horas que passei com eles, e vou ter muitas recordações para me encher o coração de felicidade.

Para mim isso é vida, para mim isso é viver!

201204-orig-second-child-600x411.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 20:07

Sábado, 26.09.15

Tralhinhas recebidas

Aqui estão algumas das últimas tralhinhas recebidas, ganhas em passatempos e afins 

2Jun(3).JPG

27Mar(19).JPG

 

DSC01648.JPG

 

DSC01639.JPG

 DSC01650.JPG

3Julho.JPG

DSC01640.JPG

Fada Dififi.JPG 

DSC01641.JPG 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 15:20

Segunda-feira, 03.08.15

Os inconvenientes da praia

Eu gosto de praia, adoro ouvir o mar, apanhar sol, andar na areia...mas há coisas que me irritam na praia: as raquetes, as bolas e os discos.

O constante "tac-tac" das bolas a baterem nas raquetes, esse ruído que se sobrepõe ao som das ondas do mar, irrita-me profundamente. E quando a maré está cheia, a praia apinhada de gente, o único espaço que nos sobra da toalha até à água, é precisamente onde se encontram os que jogam com as raquetes. Uma pessoa tem que esperar que deixem cair a bola, para depois passar e entrar no mar, ou então arrisca-se a passar e levar com uma bola nos olhos. É enervante!

E há os grupinhos de amigalhaços que passam o dia a jogar à bola na praia, como se a praia fosse toda deles. Já levei com uma bola na cabeça, vi estrelas e garanto que não foi nada bonito. Estes grupinhos, quando param de jogar, atiram-se todos ao mar, com toda a brutalidade, para se refrescarem, e acabam por molhar aqueles que não conseguem entrar na água gelada e ficam com ela só até á cintura para aí uma meia-hora antes de conseguirem mergulhar. Ai que raiva!!!

E os discos, os que fazem razias às nossas cabeças e não só? Outro jogo magnifico de praia...que só me apetecia era atirar-lhes com aquilo à cara de cada vez que levei com eles nas costas, mas felizmente já não se vêm tantos como há uns anos atrás.

Mas porque é que não ficam todos nas toalhas a jogarem à sueca ou ao UNO? Bahh, haja paciência!

Depois há outras coisas que não me irritam, mas que me provocam uma certa comichão.

Fumarem na praia e como se não bastasse, apagarem os cigarros na areia, e deixarem lá aquela porcaria para todos pisarem e para criancinhas pegarem naquilo e levarem á boca. Ai tão higiénico!

Cães na praia acho inadmissível! Desculpem-me os defensores dos animais, mas passo a explicar: há aquelas pessoas que levam os cães para a praia e passam lá um dia inteiro com eles amarrados ao guarda-sol, com aquele calor horrendo que não deve ser nada fácil para os cães suportarem. E há também aqueles que deixam os seus animais fazerem o xixi e o cocó na praia e depois tapam com a areia e fica aquilo para ali. Sem mais comentários!

As pessoas que não têm a noção do espaço territorial dos outros e que não o respeitam, aquelas que estendem a toalha a 10 cm de distância da nossa, aproveitando-se muitas vezes até da sombra do nosso guarda-sol. Dá comichão não dá?

Criancinhas a brincarem na praia é lindo, mas se estiverem como vieram ao mundo? Sem uma única peça de roupa a cobrir as suas partes intímas? Não acho nada higiénico quando se rebolam na areia, com tantas beatas, cocós e xixis de cão, e não só...a areia é propícia a causar fungos...e sem falar do pior, daquilo preocupa a maior parte dos pais de hoje em dia, há tanta gente maluca por aí, como é possível ainda deixarem os filhos andarem nus em público?

Eu gosto da praia, de preferência sem grandes multidões, sem ruídos e que dê para passear à beira-mar sem ter que estar a pensar nas bolas, a não ser aquelas com recheio de chocolate, ahhh tão bom.

praia.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 12:04

Sexta-feira, 19.06.15

3 meses de Diogo

Nasceste e viraste o meu mundo de pernas para o ar.

O que pensei não ser tão fácil, foi pior ainda.

De dia pouco ou nada dormias e choravas a toda a hora, quando te vestia ou despia, quando te dava banho, quando te dava maminha, quando te punha a arrotar, quando te mudava a fralda, quando te pegava ao colo, quando te deixava sozinho...enfim, o dia todo!

Como peixe de signo, mostraste ser um exemplar perfeito, sensível como tudo! Mais parecias um peixe fora de água!

Saías à rua e dormias, todos se encantavam contigo..."que lindo bebé, tão sossegadinho" diziam...e eu exausta, queixava-me de ti, porque em casa não eras assim.
Eu mudava-te a fralda, dava-te colo, cantarolava, embalava-te...fazia de tudo, mas de nada servia, choravas sem parar.

Ainda pensei que estivesses doente...só podia! Mas não...felizmente! 

Os dias pareciam não ter fim, e as noites bem mais tranquilas, mesmo tendo que acordar algumas vezes para te alimentar.

Tal como tu, também andei perdida, de cansaço, de angústia, desesperada, sem saber o que fazer contigo.

Mas aos poucos estás a mudar, e também eu te estou a conhecer melhor.
Já sei porque choras, sei quando tens sono e como te pôr a dormir, sei quando tens fome e quando estás satisfeito, sei o que te assusta ou quando algo te incomoda, e melhor ainda, sei como te acalmar (quase sempre).

Agora sei que me ouves quando falo contigo, porque já me olhas nos olhos e me sorris de volta.

Já gostas de estar no colo sentado a observar o que te rodeia, já te distrais, gostas que falem e brinquem contigo, e já não choras tanto como antes.

Continuas a não gostar muito de ficar sozinho, mas já vai havendo dias em que preferes que te deixe na alcofa com a chucha e com os olhos tapados, adormeces assim e ficas bem mais do que 15 minutos e sem ser preciso "abanar-te" como é habitual.

Já te ris às gargalhadas quando te faço cócegas e macacadas, engasgas-te e ficas com soluços, mas no fim continuas a sorrir para mim como se nada fosse.

Chegas a suspirar quando me vês, pareces querer dizer-me alguma coisa, o teu esforço é em vão, porque da tua boca ainda não saiem palavras, mas o teu amor por mim é transparente, está no teu olhar que brilha quando me olhas...

E o meu amor por ti já é enorme, e quando me parece impossível aumentar, ele cresce ainda mais um pouco. 

Adoro-te bebuchas 

17Jun(17).JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 09:21

Quarta-feira, 25.03.15

19 de Março de 2015

O Dia do Pai mais feliz que uma mãe podia desejar! 

WP_20150319_012.jpg 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Patrícia Madeira às 20:50

Quarta-feira, 11.03.15

Bodas de Cerâmica

Hoje celebro as minhas Bodas de Cerâmica, ou seja, 9 anos de casada.

Não ando muito inspirada (nem os bolos me saíram como queria), mas o que é certo é que aqui o casalinho está de parabéns.

Oxalá venham muitos mais anos iguais ou melhores que os que já passámos juntos e que tenhamos sempre apetite...para comer muitos bolos 

DSC00286.JPG

DSC00287.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 14:36

Domingo, 01.03.15

Toda a gente tem a cadeira

Eu tenho a secretária!

DSC00261.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Patrícia Madeira às 15:16



Acerca de mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Visitas

HTML Hit Counters
Web Counter



Blogues e páginas que sigo

TRALHAS E PASSATEMPOS

CULINÁRIA

DIVERSOS E FAVORITOS

LEITURA

MODA E BELEZA