Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A minha vida dava uma série...

(qualquer semelhança com outras realidades, é pura coincidência!)


Quinta-feira, 20.09.12

Balanço da 1ª semana no Jardim de Infância

Como já referi num post anterior, já é o 3º ano da M.Inês no Jardim de Infância, para ela não há novidades, a não ser os novos coleguinhas que entraram no grupo, mais pequeninos, e que ela adora (só há 1 sala com 19 crianças dos 3 aos 5 anos de idade). Não estranhou nada a escola, já está habituada e para ela é tudo normal.

Agora o Duarte...começou bem, logo no 1º dia foi todo contente, sem comentários a caminho da escola, fez logo amizades assim que lá chegamos e deixei-o ficar sem problema algum, depois veio o fim de semana e nem se lembrou da escola.


2º dia (Segunda-feira):

- "então mãe, não me vestes o bibe para ir para a escola? quando é que vamos? anda lá!" (diz o Duarte)


3º dia (Terça-Feira):

- "vá Duarte, vamos despachar para ir para a escola" (digo eu)

- "ei...outra vez? eu não acho graça!" (diz ele)

Ignorei-o, fingi que não o estava a ouvir, continuei a vesti-lo e a desviar a conversa. Já queria levar o seu cão de peluche (o que não larga por nada) e as cartas dos dinossauros que lhe tinha dado na noite anterior (é doido por dinossauros), foi dificil convencê-lo, mas lá deixou tudo no carro. Ficou bem na escola!


4º dia (Quarta-feira):

Andava de manhã atrás do pai a refilar...

- "agora é sempre escola, sempre escola...mas eu não quero ir mais à escola"

Depois calhou-me a mim ouvi-lo umas 10 vezes a dizer o mesmo, e eu sempre a desviar a conversa. Desta vez não o consegui convencer a deixar o cão para trás e levou-o para a escola. Mas ficou bem, apesar de me ter dado uns quantos beijos à porta da escola agarrado ao meu pescoço e a dizer-me que gostava muito de mim, mas sempre com um sorriso na cara.


5º dia (Quinta-feira):

- "não quero ir mais à escola, não quero ir mais à escola, não quero ir mais à escola..." (já com um tom diferente e mais a inclinar para o choroso)

Pensei logo "é hoje!" e assim foi...vestir-lhe o bibe e enfiá-lo no carro contrariado já foi tarefa mais dificil, depois para o tirar ainda pior...chegámos atrasados 5 minutos, a educadora teve que sair da sala e vir buscá-lo no recreio, só começou a chorar quando ela o agarrou e o puxou para dentro da sala, chorava e gritava pela mãe, e a mãe deixou-o...

 

Já previa este acontecimento, é normal que hajam crianças que nos primeiros dias até achem graça à novidade, mas depois quando se apercebem que têm que fazer o mesmo todos os dias e a seguir regras...tudo muda de figura...

O Duarte não foi o único que ficou a chorar, hoje estavam lá pelo menos mais 2 ou 3 crianças num pranto que faz doer o coração a qualquer mãe, mas é assim mesmo, temos que ser fortes e suportar a imagem de sofrimento dos nossos meninos. Tudo passa, talvez dure uns dias, umas semanas, mas há-de passar...


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 10:05

Sexta-feira, 14.09.12

1º Dia de Jardim de Infância

O dia mais aguardado dos últimos tempos, o que me tem provocado insónias de tanto pensar nele...o 1º dia no Jardim de Infância do Duarte (da M.Inês já é o 3º ano). Vesti-lhe o bibe com vontade de chorar, mas lá me contive, ainda o elogiei de tão bonito que estava, sorri-lhe muito, e mostrei-lhe todo o meu entusiasmo (disfarçado), para que ele se convencesse de que íria ser um acontecimento feliz e memorável para ele e para a irmã.

Tirei umas fotos no mesmo sítio onde tirei as da M.Inês nos anos anteriores, desta vez com o irmão ao lado também prontinho para ir para a escolinha, foi emocionante, mas contive-me novamente!

Já no carro o Duarte sempre com a mochila e o seu cachorrinho de estimação na mão, todo contente, mas sem grandes comentários, e mais umas fotos...

"Duarte o cão pode ficar com a mãe, para não ficar sozinha? Depois ele vem-te buscar à escola, está bem?"
"Está bem, ele fica aqui a dormir!" 

Chegamos, entrámos no recinto exterior do Jardim de Infância..."esperem, deixem a mãe tirar mais umas fotos", até que diz o Duarte "mãe chega de fotografias, não quero mais!"

Entrou na sala e ele aos saltos contente e a perguntar pelos outros meninos (fomos os primeiros a chegar, assim preferi, para se ambientar melhor), a M.Inês entretanto envergonhada, não me largava a mão, e o Duarte já a correr no recreio e a jogar à bola com outro miúdo.

Foi começando a chegar mais meninos, a M.Inês largou-me e foi dar a mão à Margarida, uma amiga já do ano passado, mais nova que ela, de quem gosta muito. Achei que estavam os dois bem, despedi-me da M.Inês e fui para me depedir do Duarte..."Duarte, a mãe vai-se embora" e ele distante de mim a brincar com o menino e a bola, respondeu "está bem, adeus"..."não dás beijiho à mãe?" "sim, e veio dar-me e voltou lá para a diversão e a dizer ao outro menino que a mãe o ía buscar depois.
E pronto, este foi só o primeiro dia do Duarte, correu bem melhor do que imaginava, mas termina mais cedo, hoje é só até às 12h, para a semana é que é a sério, vamos ver, oxalá corra bem como este, é um alívio para uma mãe não ter que ouvir os filhos num choro que nos corta o coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 11:04

Quinta-feira, 13.09.12

Reunião atribulada do inicio do ano lectivo

Pois é, fui hoje à reunião de inicio do ano lectivo (do Jardim de Infância) e não terminou da melhor forma, já imaginava que assim fosse, e tudo por causa da "simpática" lista fornecida pela educadora (parecida ou igual ao ano anterior), do material necessário para inicio do ano (imagino quando for para o meio, e quando chegarmos ao final ficamos com os bolsos vazios (mas as mães contentes porque lápis, canetas e afins não faltaram aos seus filhos no JI).

E lá me aborreci com a educadora, afinal, achei estranho não sobrar material do ano anterior...sugeri a ela fazer uma listagem do que realmente precisa, visto ter sobrado (ainda que pouca coisa, disse ela) e comprar ela e pedir o dinheiro depois a todos, e não dar uma lista destas a cada um dos pais. As restantes mães ficaram do lado da educadora, acharam normal, visto não haver verbas e os meninos precisarem de material para trabalharem, voltaram-se contra as minhas ideias, e pronto, já sou a ovelha negra do grupo dos pais.

Vim para casa com a sensação de que me tinha passado um camião por cima!

Coloco aqui a lista que me assustou e revoltou, achei exagerada, mas pelos vistos fui só eu, é pena! (e foi mau, odeio ser descriminada)

Não sei de quem é a culpa, se é do Governo, se é da educadora ou se é dos pais que aceitam tudo o que lhes é exigido, sem se manifestarem, na minha opinião a educação, assim como a saúde dos nossos filhos deveria ser gratuita, mas isto é só a minha opinião. Por outro lado, se todos temos que poupar como nos é pedido e exigido, visto as circunstâncias por que todos estamos a passar numa altura destas, acho que é em casa e nas escolas que se deve dar o exemplo, a meu ver, as crianças podem entreter-se e aprender com muito menos que isto (por ano e por cada criança com idades compreendidas entre os 3 e 5 anos):


1 pacote de bolachas Maria
1 chapéu ou boné
1 bibe
1 muda de roupa
1 dossier com 2 argolas grandes (tamanho A4); 
1 bolsa de 12 canetas de feltro grossas; 
1 bolsa de 12 canetas finas, 
1 caixa de lapis de cor grossos, 
1 caixa de lapis de cor finos, 
1 caixa de lapis de cera grosso, 
1 garrafa de tinta cenográfica; 
1 caixa de aguarelas, 
2 folhas de cartolina de cores diferentes,
1 folha de cartolina grande azul (para menino) e 1 cartolina frande cor de rosa (para menina),
1/2 resma de papel de varias coras tamanho A4;
1 resma de papell de varias cores tamanho A4, 
bloco de cartolinas de varias cores tamanho A4, 
1 embalagem de pasta de moldar cor branca, 
1 tubo cola UHU tamanho médio e uma de esponja; 
1 caderno de papel de lustro, 
1 embalagem de toalhitas humidas,
lenços de papel (embalagem de seis), 
1 rolo de papel de cozinha,
1 maço de guardanapos folha simples tamanho grande (festa de aniversario) e copos,
1 rolo de papel autocolante transparente ou de cores (encarnado, verde, azul, amarelo, laranja ou castanho),
100 micas,
1 copo para agua, 
1 balde, 
1 pá e um carrinho de mão (para brincar na areia)
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 16:17

Quarta-feira, 12.09.12

Inicio do ano lectivo

Insónias, dores no peito, falta de ar...estou numa crise de ansiedade! Sexta-feira é o dia em que os meus filhotes vão para o Jardim de Infância, vou deixar de tê-los debaixo de olho, e ficar sozinha em casa, abandonada aos bichos (pelo menos até às 15h).

A M.Inês não me preocupa, a escola para ela já não é novidade, é o 3º ano no JI, e está inquieta para rever os seus amiguinhos. O que me está a preocupar é a entrada do Duarte, todos dizem que ele se vai adaptar muito bem, porque é extrovetido, é mais "dado", ainda por cima tem a irmã na mesma sala (só há uma para todas as idades)...mas eu não acredito nisso, eu acho que me vou desmanchar em pedacinhos quando ele se agarrar com toda a força às minhas pernas a chorar como se não houvesse amanhã e a querer vir comigo para casa. Ai o meu pinguças na escolinha, até dói!.


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Patrícia Madeira às 10:40



Acerca de mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Visitas

HTML Hit Counters
Web Counter



Blogues e páginas que sigo

TRALHAS E PASSATEMPOS

CULINÁRIA

DIVERSOS E FAVORITOS

LEITURA

MODA E BELEZA